Serra do Funil

Rio Preto, MG

O local escolhido fica no município de Rio Preto, MG a 354 km da capital. Clima Tropical de Altitude Cfa, Área 347,097 km² Esta expedição foi realizada em duas datas, uma de reconhecimento em 02/07/2014 e a de período maior entre 17 e 19/07/2014¹.

A microrregião de Juiz de Fora, onde está incrustrado o município, foi alcançada nos meados do século XVII por bandeirantes em busca de ouro e pedras preciosas e conquista de novas terras agricultáveis. Quanto ao território municipal, acolheu como primitivos habitantes ídios Coroados que viriam a ser catequizados, por volta de 1763 pelo capitão Inácio de Souza Werneck e o padre Manoel Gomes Leal. Poucos anos depois, com a chegada de novos exploradores, isto é, por volta de 1780, já estava formado o arraial denominado Ouvidor.
Foi a partir dessa data que teve início realmente o desbravamento da região chamada “áreas proibidas” por ser o subsolo muito pródigo em metais preciosos, especialmente ouro, e a terra muito fértil e propícia à agricultura. Nesta tarefa de ocupação do solo tiveram papel preponderante os colonizadores portugueses, coadjuvados pelo elemento negro. A exploração das terras só era permitida a quem obtivesse concessão para tal atividade, fato que servia ainda mais para atrair novos moradores e posseiros. Passou o lugar a chamar-se Passagem do Rio Preto até 1800 e depois Registro do Rio Preto. Em 1824 o nome era Presídio do Rio Preto face ao cárcere ali existente. O povoado se formou em volta deste presídio. Não se sabe a data da ereção da primeira capela. Joaquim Rodrigues Franco teria doado terras para o patrimônio de Senhor dos Passos, em 1814 sendo que a nova igreja teria sido erguida por volta de 1831. O município foi criado em 1844. Sofreu várias supressões para ser criado, definitivamente, em 1870, tendo seu topônimo sido mudado diversas vezes.
O topônimo de Rio Preto originou-se do nome do rio que banha o município, isto é, o rio Preto.

Fonte:
¹Wikipédia - Rio Preto
² . IBGA Cidades - Rio Preto Minas Gerais - MG

Mapa da Expedição

Está Expedição possui 37 imagens

Aranha com suas teia de emboscada
Marcelo N Duarte no campo de altitude
Águas que correm da cachoeira - Parte II
Cachoeira Vermelha (Cachoeira do Funil)
Águas que correm na cachoeira
Flores do Caminho
Visão da parte inferior da Cachoeira
Pequena queda d´Água (Bica)
Flor de Meio Dia
Casebre próximo a Floresta Atlântica
Restinga de altitude em Preto e Branco
Trigona recolhendo resina em raiz
Serração no Acampamento
Planta de Campo Rupestre
Inflorescência de Planta de Campo Rupestre
Orelha de Pau Laranja
Quartizito próximo ao funil
Amanhecer no vale próximo ao Funil
Fruto de Jurubeba
Orquídea do Funil
Paisagem oposta a cachoeira do funil
Congumelo orelha de Pau
Serração no Acampamento
Acampamento
Águas que correm da cachoeira
Campo Rupestre
Tree, Montain, Clouds and Blue Sky
Na 'Caverna'
 próximo a Cachoeira
'Formiga' Feiticeira (Mutillidae)
Amanhecer no vale próximo ao Funil
Funil de Hemerobídeo (Larva)
Acampamento
Clouds and Blue Sky
Cachoeira Vermenlha (Cachoeira do Funil)
Fruto de Ipê Amarelo
Flores de campos de Altitude
Flor de Jurubeba

Dados da Expedição

Início: 17/07/2014 - Fim: 19/07/2014

Local: Serra do Funil - Cidade: Rio Preto, MG

Descrição: Expedição para amostragem invernal de formigas e Gryllidae (através de armadilhas de Pitfall e sardinha) e fotografia de animais, fungos, plantas.

O que foi realizado

Coleta de material biológico para estudo de Impacto Ambiental, através do estudo de bioindicadores que qualidade. Foram realizadas coletas de artrópodes, com uso de armadilha de solo (Pitfall), uso de armadilha do tipo sardinha. Foi realizado também o teste da armadilha luminosa com LED. Foram fotografadas as paisagens, plantas, animais, fungos e paisagem, visando a avaliação da paisagem através de fotos temporais e periódicas.